O Núcleo de Concursos

O Núcleo de Concursos da UFPR (NC/UFPR), unidade vinculada à Pró-Reitoria de Graduação e Educação Profissional (PROGRAD) da Universidade Federal do Paraná (UFPR), foi criado em 1973, com o nome de Comissão Central de Concurso Vestibular (CCCV), recebendo sua denominação atual por intermédio da portaria 095/2002 do Gabinete do Reitor.
O NC funcionou no Centro Politécnico até o ano de 2006, quando foi transferido para o Campus I – Agrárias, passando a ocupar uma estrutura mais compatível com suas atividades.


O Prof. Alceu Bailo, mais antigo integrante do NC, nascido em 1930, na cidade de Curitiba, recebeu seu diploma do Curso de Engenharia Química em 15 de dezembro de 1955. Ao terminar a colação, foi convidado pelo próprio Diretor a permanecer na instituição, pois fora acompanhado durante todo o seu curso pelo excelente desempenho e aprendizado, rendendo-lhe uma inclusão no quadro de docentes da UFPR em 02 de janeiro de 1956, no curso de Engenharia Química. Ingressou na CCCV em 1972, no momento da criação da referida comissão, ficando responsável pela organização, aplicação e logística na realização do concurso vestibular.

Anos 50! Cada Faculdade fazia o seu concurso. Filosofia, Medicina, Engenharia, etc... as provas eram escritas e orais. Todas as faculdades faziam seus exames na mesma época. Com o passar do tempo, ainda na década de 70, e objetivando simplificar o sistema, a Universidade Federal do Paraná - UFPR resolveu aplicar apenas um exame geral para todas as faculdades, instituindo o vestibular e a CCCV (Comissão Central do Concurso Vestibular) para operacionaliza-lo. Posteriormente, as instituições federais foram convocadas pelo MEC a realizarem seus exames na mesma data para evitar as migrações interestaduais. Era o vestibular único e unificado.

A CCCV (que posteriormente passou a se chamar NC - Núcleo de Concursos da UFPR, instituído pela Portaria 95/2002-GR UFPR) foi criada na década de 70 pelo Professor e Engenheiro Nelson de Lucca, escolhido para organizar e constituir a primeira comissão, que contava com aproximadamente 5 membros responsáveis por todos os detalhes operacionais do vestibular. A estrutura ocupava uma Sala Cofre do Centro Politécnico. Integravam a comissão da organização do concurso vestibular representantes das áreas: Tecnológicas, Biológicas e Humanas, encarregados de elaborar questões para a avaliação.

A divulgação do concurso vestibular era feita por um assessor jornalístico da UFPR, conhecido na época por “Moreira”. Mantendo um vínculo com os jornais de grande tiragem, todos os editais e notícias relacionados aos concursos eram publicados em larga escala. Naquela época, encartado no guia do candidato, havia um formulário que fazia parte da inscrição. O candidato o preenchia e, de posse dos documentos pessoais e fotos, dirigia-se ao Centro Politécnico para entrega dos materiais e retirada da carteirinha do candidato que dava a ele acesso aos locais de prova. Havia muita demora nesse processo, pois as carteirinhas eram datilografadas uma a uma.

Na época, as impressões offset eram utilizadas para a montagem dos cadernos de avaliação, isso envolvia muita mão de obra, tanto na elaboração de matrizes em máquinas datilográficas quanto na montagem dos cadernos com dobraduras e grampeamento. Os cartões-resposta utilizavam a tecnologia Mark Sense, em que os candidatos marcavam a lápis a alternativa escolhida e a máquina fazia a perfuração na marcação do grafite para posterior leitura óptica.

A comissão era encarregada pelo concurso vestibular da UFPR, porém os serviços começaram a expandir. Um dos primeiros trabalhos externos foi realizado para a Faculdade Evangélica de Curitiba, na década de 90. Logo, vieram trabalhos prestados para a Escola Técnica da UFPR, Pontifícia Universidade Católica do Paraná-PUCPR, Universidade Federal do Mato Grosso-UFMT, Universidade Estadual de Londrina-UEL, Banco Banestado (para todo o estado) e Banco Bamerindus (posteriormente, HSBC).

No início da década de 90, o sistema offset foi abandonado, dando espaço a equipamentos mais modernos produzidos pela Xerox. Impressoras DocuTech a laser utilizavam um processo informatizado, o que resultou na redução de pessoas envolvidas nos processos manuais, aumentando a produção exponencialmente, além de possibilitar a confecção de materiais personalizados para os candidatos. Nessa época, a redação passou a fazer parte das avaliações. Recentemente, esse sistema de impressão foi atualizado com a aquisição de equipamento de Konica Minolta que disponibiliza nova tecnologia para a melhoria da segurança e performance do sistema de impressão.
Setembro/2017.

O NC está comprometido em oferecer processos de avaliação de qualidade para ingresso tanto de estudantes em cursos de graduação quanto de seleção de profissionais em cargos públicos. Conta com equipe de alto nível técnico, cuja capacidade vem sendo aprimorada desde sua criação. Para cumprir seu objetivo, essa equipe se apoia numa sólida infraestrutura, com tecnologia de informação atualizada e orientada por boas práticas de segurança de informação.

A qualidade pretendida é praticada cotidianamente, por meio de provas que atendem aos princípios de consistência da avaliação, preservação do sigilo, tratamento isonômico aos avaliados e transparência de suas práticas.

1) Missão

Promover avaliação de conhecimentos para ingresso de estudantes em instituições de ensino e de profissionais em cargos públicos, por meio de processos pautados nos princípios de organização, transparência, isonomia e segurança.

2) Visão

Ser reconhecido nacionalmente como organização de excelência na realização de processos seletivos e concursos públicos, transformando-se em referência no desenvolvimento de metodologias de avaliação.

3) Valores

  • A avaliação deve ser justa;
  • Satisfação plena da entidade demandante dos projetos de avaliação;
  • Proporcionar ambiente prazeroso a todos os envolvidos no processo de avaliação;
  • Promover práticas metodológicas consistentes, criativas e inovadoras de avaliação;
  • Transparência do processo para todos os envolvidos.

4) Objetivos Estratégicos:

  • Desenvolver processos seletivos para ingresso de alunos em cursos de graduação da UFPR e de outras instituições de ensino;
  • Promover avaliação de aptidão de indivíduos em áreas específicas de conhecimento, para ingresso em cargos públicos;
  • Promover avaliação para seleção de novos alunos para cursos de pós-graduação;
  • Desenvolver metodologias para avaliação de competências e habilidades em larga escala;
  • Capacitar-se continuamente para o emprego de técnicas adequadas ao desempenho de suas finalidades;
  • Promover contínua atualização metodológica e tecnológica de seus processos;
  • Capacitar-se para se transformar em organização social.

Atualmente, o NC está organizado administrativamente em nove unidades, que promovem o desenvolvimento integrado do trabalho:

  • Coordenação Geral (CG);
  • Grupo de Atendimento Executivo e Secretaria Executiva (GAE);
  • Grupo Administrativo Financeiro (GAF);
  • Grupo de Tecnologia da Informação (GTI);
  • Grupo Preparador de Área (GPA);
  • Grupo de Elaboração e Estruturação de Provas (GEP);
  • Grupo de Gráfica e Logística (GGL);
  • Grupo de Apoio (GAP);
  • Assessoria de Avaliação (AVA).

Ao todo, são 45 especialistas integralmente dedicados ao processo de avaliação, mobilizando também um significativo contingente de colaboradores eventuais.

De 1995 até maio de 2017, o NC realizou mais de 370 concursos e processos seletivos em todo o país, tanto institucionais quanto externos:

1 - Institucionais:

  • Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas - PROGEPE (Curitiba, Jandaia do Sul e Litoral);
  • Programa de Ocupação de Vagas Remanescentes – COREME e COREMU;
  • Programa de Ocupação de Vagas Remanescentes - PROVAR (cursos de graduação da UFPR);
  • Processo Seletivo Educação a Distância (EaD) para Pedagogia e Administração Pública;
  • Processo Seletivo para Comissão de Residência Médica - COREME;
  • Processo Seletivo para Comissão de Residência Multiprofissional - COREMU (Curitiba e Palotina);
  • Processo Seletivo para Ingresso nos cursos de Graduação da UFPR (Vestibular);
  • Processo Seletivo para o Setor de Educação Profissional e Tecnológica (SEPT);
  • Processo Seletivo para o curso de Licenciatura do Campo (LECAMPO/PRONACAMPO);
  • Processo Seletivo para o curso de Licenciatura em Letras /Libras;
  • Processo Seletivo para Comissão de Residência Médica - COREME - (Hospital do Trabalhador);
  • Revalidação de Diplomas – Revalida (PROGRAD);
  • Teste de Suficiência em Língua Estrangeira Moderna – LEM (PRPPG).

2 - Externos:

  • Associação Médica do Paraná-AMP (processo parcial);
  • Colégio da Polícia Militar do Paraná (processo parcial);
  • COPEL – Companhia Paranaense de Eletricidade;
  • Defensoria Pública do Estado do Paraná;
  • Faculdade Evangélica do Paraná – FEPAR;
  • Itaipu Binacional;
  • Junta Comercial do Paraná (JUCEPAR);
  • Ordem dos Advogados do Brasil (OAB);
  • Paraná Educação;
  • Polícia Militar do Paraná – Curso de Formação de Oficiais (CFO);
  • Prefeitura Municipal de Araucária;
  • Prefeitura Municipal de Colombo;
  • Prefeitura Municipal de Curitiba;
  • Prefeitura Municipal de Matinhos;
  • Prefeitura Municipal de Paranaguá;
  • Prefeitura Municipal de São José dos Pinhais;
  • Processo Seletivo da Faculdade de Pato Branco (FADEP);
  • Processo Seletivo da Universidade Positivo (Unipositivo);
  • SANEPAR – Companhia de Saneamento do Paraná;
  • Secretaria de Estado de Administração e Previdência (SEAP);
  • Secretaria de Estado da Educação (SEED);
  • Secretaria de Estado de Segurança Pública (SESP) – Polícia Científica;
  • Secretaria de Estado de Segurança Pública (SESP) - Polícia Civil;
  • Tribunal de Justiça do Paraná (TJPR) – Juiz Substituto;
  • Tribunal de Justiça do Paraná (TJPR) – Técnico Administrativo;
  • Universidade Estadual de Londrina (UEL);
  • Universidade Federal da Integração Latino-Americana (UNILA);
  • Vestibular dos Povos Indígenas do Paraná.